Dependência química: alerta os gatilhos

Equipe Vibe Saúde Mente e Equilíbrio, Saúde

 

Com a proximidade do natal e réveillon, é extremamente importante manter-se vigilante para as possíveis recaídas para o uso do álcool e outras drogas. Por isso vamos falar nesse artigo sobre dependência química.

A dependência química é uma doença que precisa de uma atenção maior durante os períodos de festas de final de ano. Nessa época, um estado de euforia pela proximidade das festividades, as comemorações e a tentativa de tentar esquecer situações desagradáveis do ano que se encerra, podem alimentar o desejo de consumir as substâncias psicoativas.

Outro fator importante, são as alterações de humor como possíveis desencadeantes de sentimentos como tristeza, saudade, irritabilidade, arrependimento e culpa, diante da necessidade de manter alerta constante para evitar a recaída.

Diante da fragilidade emocional, muitos buscam bebidas e outras drogas para aliviar a angústia e o sofrimento causado por esse momento, e esse ano há um elemento a mais que é a pandemia, o distanciamento social e o luto pelo falecimento de entes queridos.

Por isso, a família possui um papel extremamente importante na vida do dependente químico e também precisa estar alerta para as mudanças repentinas de humor, agressividade e nos estímulos externos que provocam o aumento da sensibilidade do familiar em recuperação.

A família com paciência, perseverança e criando mudanças de hábitos durante as festas de final de ano, podem contribuir para a prevenção de recaídas.

 

1 – Evite bebidas alcoólicas

O álcool é um gatilho para o uso das drogas ou para o consumo abusivo. Se os familiares e amigos estiverem de acordo, e se for possível, tente evitar a presença do álcool nas comemorações. Agindo assim, irá contribuir para diminuir a vontade da pessoa, ela também vai se sentir importante.

 

2 – Não faça trocas por bebidas sem álcool

O dependente químico deve manejar as situações que suscitam seus desejos. As bebidas sem uso de álcool, lembram muito o sabor das com álcool e isso pode ativar a memória tóxica e instigar ainda mais a vontade dele voltar a beber ou de consumir a substância que mais lhe produzia prazer.

 

3 – Valorize

Use palavras de incentivo e o parabenize por ser forte. O apoio familiar, faz muita diferença. Ficar sóbrio sem consumir a substância é muito valioso para o dependente químico e para sua família.

 

4 – Esteja próximo

A prevenção da recaída se dá na evitação de lugares, hábitos e odores que trazem lembranças que ficam registrados na memória do dependente químico. Essas lembranças são prejudiciais para a recuperação, por isso, esteja próximo do familiar, sem demonstrar tentativa de controle sobre ele.

Lembre-se: Permaneça em alerta e a família deve dar todo apoio e suporte, principalmente em momentos de abstinência e recaídas. Criar estratégias para evitar esse tipo de caso em festas de final de ano é extremamente importante na vida dessas pessoas. Estejam em alerta  diante das reações e atitudes, evitar é importante, pois as chances de recaídas nesses períodos sempre aumentam.

 

Como a Vibe pode me ajudar?

Temos uma equipe de psicólogos especializados para te acompanhar em sessões agendadas ou acolhimentos psicológicos imediatos gratuitos de 15 minutos para lhe ajudar momentaneamente. Tudo isso no aplicativo da Vibe Saúde.

Te acolhemos em todos os momentos!

Baixe nosso APP Baixe Vibe na Play StoreBaixe Vibe na Apple Store